O Caminho da Wicca


Reconhecendo que há mais de um caminho para a iluminação espiritual,
que a Wicca é apenas um de muitos, encontramos aqui listados
denominadores comuns da Arte.

     Que há, acima de tudo a Deusa em seu aspecto triplo e
muitos são seus nomes.

     Que há também o consorte, Deus.

     Que cada um de seus filhos vivem por lei três vezes e que
o que criamos, seja alegria ou tristeza, riso ou dor, é trazida
de volta para nós triplicada.

     Que, como ela é a mãe de todos os seres vivos e somos todos suas
crianças, buscamos viver em harmonia não só com os outros, mas com
o planeta terra que é nossa matriz e casa.

     Que a vida sobre a terra não é um fardo a ser carregado, mas a alegria de estar
aprendendo e partilhado com os outros.

     Que a morte não é um fim de existência, mas um passo no contínuo
processo da vida..

     Que a fé de cada pessoa deve ser respeitada e que
outra crença não deve ser discriminada.

     Que o caminho da Wicca não é buscar convertidos, mas que o caminho seja
escolhido àqueles que, por razões próprias, buscam e encontrar as artes.

E como ela é querida,
que assim seja.
Reações:

10 comentários:

doni disse...

estou impressionado com esta religião
fascinado com seus comentarios!

Shaooleen disse...

Tambem estou fascinado!!!

Anônimo disse...

Gosto muito dos wiccas e tenho feito muitas pesquisas por conta propria e acho fascinate!
ate me tornaria uma bruxa wicca, mais ainda tenho algumas duvidas...
adorei o blog!
xoxo!

Anônimo disse...

Estou chegando meio sem jeito, embora me sinta em casa. Meu contato com os wicca foi através de um livro, nele aprendi sobre o poder do pensamento e como me proteger de energias negativas. No entanto tudo aquilo não me parecia novo, era como se aquilo tudo já tivesse feito parte da minha vida. Neste livro mostrava alguns símbolos que me eram muito familiar. Estranho mesmo foi quando falava da caixa de espelhos. Quando criança minha mãe ganhou, ela olhou dentro dos meus olhos e disse: esta é sua, não sei ainda porque mais você saberá. Passei minha vida inteira sem saber, hoje entendo mas ou menos embora seu uso não seja necessário.
Acredito está escrevendo demais, no entanto eu queria chegar em um ponto, ou melhor pergunta. Você se torna uma bruxa, ou você nasce uma bruxa?
Me sinto uma, meu contato com os elementares, meu amor pelas fadas, vem de mais longe...Os aromas e cores são fortes, como por exemplo eu abri esta página por acaso e o cheiro familiar me prendeu....
Deixe-me ir...senão não paro.
Muito obrigada pelas informações.

Gato Mistico disse...

A resposta é simples: Não adianta você dizer que é de uma família de bruxos, não adianta você fazer dezenas de cursos sobre bruxaria, não adianta você ler todos os livros de bruxaria do mundo. Você só será uma bruxa no dia que viver a bruxaria. Se você já se sente uma, é um começo.

maria disse...

ola me chamo maria,fui criada no catolicismo mas sempre senti falta de algo,com o tempo comecei a pesquisar sobre bruxarias,sempre fui fascinada por livros e eles me mostraram que e a este mundo que quero pertencer,entao por falta de informaçoes em minha cidade e por nao saber ao certo a onde encontrar respostas comecei a pesquisar na internet mas nao tinha certeza se as fontes eram confiaveis fiquei feliz em entontrar o gato preto,ainda me sinto no escuro e gostaria muito de aprender mais,sinto muita vontade de seguir esta tradição.
seria muito grata se pudesse me ajudar a achar o caminho.

Anônimo disse...

Oi, eu gostaria que postassem os nomes das músicas que antigamente tocavam ao fundo do blog. Queria baixá-las do youtube mas não faço ideia como chamam.

Sabrina Mello disse...

Estou Fascinada com a religiao e quero me torna uma de voces, so nao sei como fazer isso como iniciar alguem pode me ajudar ..

Irei esperar minha resposta, Obg .

annamel gazoli disse...

Pfv me esclareça uma coisa q to um pouco confusa .
Estou lendo direto q as bruxas tem q estar em harmonia com a Terra , isso significa que as bruxas tem que ser vegetariana ou veganas ?

Jackson Santos disse...

não existe ligação nenhuma do paganismo com estas escolhas alimentares (a não ser os hinduístas por questão histórico-cultural).

Filosoficamente não acho errado comer animais. O paganismo diz que a vida é tão importante quanto a morte.Devemos lembrar que nossa religiosidade se baseia na natureza, onde a vida e morte são um ciclo de retroalimentação (Uma se alimenta da outra), e de tal forma, podemos nos alimentar de outros seres.