Hierarquias Divinas ou Anjos Virtuosos


De acordo com as Forças Inteligentes que governam a Senda Dévica, há uma hierarquia estruturada de forma matematicamente perfeita, em base ao nível de Consciência, Poder e Vida dos Seres que compõem esse Universo. Segundo os grandes Guias da humanidade e Mestres Ascencionados, a vida universal é organizada pelas sete consciências supremas, os chamados sete Anjos diante do Trono de Deus. No mundo elemental e angélico, essa força organizativa é dirigida por sete grandes Deuses elementais, ou Gurus-Devas, dos quais conhecemos melhor quatro(representados pela Esfinge egípcia).
Esses quatro Seres são simbolizados como os sustentadores das quatro pontas da grande cruz do universo, que crucifica a Alma que trabalha intensamente para a sua Auto-Realização.
Esses quatro Querubins-Sustentadores são reconhecidos em todas as culturas espirituais. São os quatro Devarajas, os Arquivistas, os Lípikas, o Santo Serafim das Quatro Faces, os Quatro Tronos, os Quatro Arquitetos, as Santas Criaturas Viventes, os Quatro Seres da visão do profeta Ezequiel, os quatro Senhores da Morte, filhos de Hórus (Mestha, Hapi, Khebsenuf e Tauamutef) etc.
Como Regentes da Evolução Elemental, são eles:
AGNI, Rei do Fogo Elemental, o qual aparece aos olhos do vidente como um menino de puríssima aura, rodeado por uma inefável música; tem sob suas ordens todos os Deuses, Anjos, Gênios e elementais do fogo, conhecidos por Salamandras e Vulcanos. Seus símbolos são a espada, o punhal e o Lábaro aceso. Rege o Sul da Terra. Este Reino elemental está intimamente relacionado, no mundo divino, ao Arcanjo Samael, Regente de Marte. Mantra: RA.
KITICHI, poderoso e misterioso Ser, comandante dos guardiães das cavernas, obreiros subterrâneos, alquimistas dos metais interiores, Reis das montanhas, e elementais da terra, conhecidos como Gnomos, Pigmeus e Duendes. Seus símbolos são a pedra filosofal, o cetro de mando, a cruz sobre uma bola, o Báculo. Seu domínio é ao Norte. O mundo elemental da terra está ligado ao Divino Senhor Orifiel, Regente do planeta Saturno. Mantra: LA.
VARUNA, Senhor elemental portador do Tridente de Netuno, representação do domínio sobre as três forças primárias que criaram o mar do universo. Rege os reis dos sete mares elementais e seus mais humildes seres são as Ondinas, Nereidas, Sereias e Ninfas das águas. Rege o Ocidente e tem o Cálice como símbolo. Seu reino está localizado no Leste e possui íntima ligação com Gabriel, Anjo da Lua. Mantra: VA.
PARVATI, sagrado Titã dos céus, cuja cabeça toca a mais alta nuvem dos céus. Estão sob suas ordens os anjos da mente, dos ventos e brisas, do movimento cósmico e seus elementais são os Silfos, Sílfides, Fadas e Elfos. Seu reino localiza-se no Oriente do Mundo e seus símbolos são a pena e o hexagrama. Possui ligação com Michael(Sol) e de certa forma a Rafael(Mercúrio). Mantra: H (Suspirado).
Temos também a quintessência, o quinto Reino elemental, regido por INDRA, e seus elementais são denominados Puncta. Existem mais dois reinos elementais, chamados de Adhi e Samadhi, os quais pertencem a ordens superiores, porém que podem ser sentidos, como sutis vibrações violeta, nas práticas de meditação, especificamente nos horários entre quatro e cinco da manhã.

Esse Devarajas mencionados acima são os chefes supremos da evolução elemental de todo o sistema solar e têm a seu cargo inumeráveis miríades de Reitores, os quais são chefes e senhores de milhões, bilhões, de maravilhosos e humildes elementais, responsáveis pela ordem e harmonia na natureza. Citemos os nomes de alguns desses Reitores:
NARAYANA, EHECATLE, BARBAS DE OURO, GOB, ARBARMAN, MAGÔA, BAYEMON, EGYM, AMAIMON, SABTABIEL, ORFAMIEL, HUEHUETEOTLE, MACHATORI, SARAKIEL, ACIMOY, ARCHAN, SAMAX, MADIAT, VEL, MODIAT, GUTH, SARABOTES, MAIMON, VARCAN, HÓRUS, APOLO, MINERVA, RUDRA etc...
Tais Deuses trabalham com as forças variantes dos Elementos. Por exemplo, o Fogo possui diversas manifestações, tais como o fogo doméstico, o fogo da Kundalini, o fogo solar, os fogos vulcânicos e do interior da Terra etc. O mesmo ocorre com os outros elementos. Cada uma dessas variantes do elemento fogo são administradas por diversos reis elementais, como os citados acima. Existem práticas, rituais, mantras invocatórios e dias mais propícios, capazes de criar um envolvimento com essas presenças espirituais.
Reações:

2 comentários:

Anônimo disse...

Oh! Sempre! Todos os Benditos Bruxos(as): Aspirantes, Iniciantes, Aprendizes, Conhecedores, Sábios, Evoluídos, Mestres, Áureos! Sempre! Salve! Sempre! Infinita, Eternamente, Agradecido, Grato (Mesmo), de coração, por tudo de bom, a mim, por tudo, Sempre a meu favor (e Jamais contra mim)! Assim Seja! Assim Se Faça! E, Nunca Se Desfaça!...

Anônimo disse...

Oh! Todos os Benditos (Gloriosos, Generosos)! Sempre! Bruxos(as): Aspirantes, Iniciantes, Aprendizes, Conhecedores, Sábios, Mestres, Evoluídos, Áureos! Sempre! Salve (Ave, Viva)! Sempre! Agradecimentos (Agradecido), Gratidões (Grato), Graças (Felizmente): demais, por tempo demais, por tudo de: bom (bem, ótimo, excelente), e cada vez mais, a mim (definitivamente)! Mesmo! Sempre a meu favor (e Nunca contra mim)! Peço-Vos, que eu tenha (bons, ótimos, excelentes): Poderes, Espertezas, Sabedorias (muitos), e cada vez mais, a mim (definitivamente)! Mesmo! Sempre a meu favor (e Jamais contra mim)! Assim Se Faça! Assim Seja! Amém!!!