Som Haitiano para a Deusa Vodu



"Quando na minha vez eu danço em seu poder
Aida Wedo si bon si bon
Quando estiver em minha dança Eu me viro para o seu poder
Aida Wedo si bon si bon
Quando na minha vez eu entro em seu transe
Aida Wedo si bon si bon
Então eu vou ver quem vai sorrir amanhã
Aida Wed si bon si bon
Então eu vou ver quem vai chorar amanhã
Aida Wedo si bon si bon
Então eu vou ver quem vai morrer amanhã
Aida Wedo si bon si bon
~ Som Haitiano para a Deusa Vodu

Nos rituais da religião haitiana o povo dança no chamado á Deusa vodu Aida Wedo, onde as mulheres se permitem ser "montadas" ou possuídas por várias deusas.

Estas "loas" - que são Deusas Africanas que se misturaram aos espíritos do Novo Mundo - não são vistos como separados dos seres humanos, vivendo em um céu

sobre esta terra. Pelo contrário, a mulher que encarna a loa é, para aquelas pessoas, a própria deusa. Quando ela não está dançando em um corpo humano, ela

repousa na natureza, esperando outra oportunidade de mostrar-se em forma humana.
Temos, em todos nós, os fragmentos da Deusa. Nossas vidas são nossas, mas elas também são dela. A grande força está nos atos femininos através de nós, se

desejamos ou não. O conhecimento não vai nos transformar em outra pessoa. Ele simplesmente vai nos tornar mais verdadeiramente nós mesmos.
Reações:

1 comentários:

Jorge Domingos disse...

Com a presença maciça de Haitianos em Brasiléia (Acre) , pode ser que consigamos expulsar de Brasilia alguns deputados através do Vodu (voodoo)...